Domingo, 3 de Maio de 2015
Libertar-nos de tudo.

 

A libertação tem que ser treinada todos os dias. Pouco a pouco. Passo a passo. Não é, simplesmente, um ponto de viragem mas sim um caminho que consome tempo e corrói paciência. Mas não é inatingível. 

A libertação implica trabalhar a mente, mas não é ganha sem recompensa pois quando ela chega, embora a negativadade se vai.

Se conseguirmos cultivar a libertação, após muita rega, podemos colher a felicidade. E muitas das instâncias negativas, em relação aos outros, ao trabalho ou ao futuro tornam-se menores. 

No fundo, tudo muda sem nada mudar. 

 



publicado por Sofia às 17:39
link do post | comentar | favorito (1)

Mais sobre mim
Tenho 24 anos. Gosto de comida saudável, de fitness, de filmes antigos e livros. Gosto de viagens e pequenos prazeres como fazer festas à minha cadela. Sou louca por roupa e maquilhagem.Porque frequentemente sonho acordada, nem sempre estou presente quando estou. Não gosto falta de delicadeza ou más respostas porque sim. Não gosto de alface ou de pessoas que não sabem argumentar numa discussão. Tenho mau feitio, mas estou a tentar melhorá-lo. Talvez um dia até mude o nome do blog. Quem sabe?
Posts recentes

Estou pronta para voltar.

A salada que me deixa de ...

Black Friday.

É vergonhoso...mas ainda ...

Muitas coisas estão prest...

Estou cansada.

A brincar com probabilida...

Ena pá...mais um desafio.

Arquivos
Leituras